Restam poucos ingressos para o carnaval de São Paulo

Os ingressos mais baratos para o segundo dia de desfiles da escolas de samba de São Paulo, no sábado, 25 de fevereiro, já estão quase no fim. Só restam 17% dos 21.083 lugares nas arquibancadas, cujos preços variam R$ 40,00 a R$ 90,00. Segundo a Dimep, empresa que vende os bilhetes, a procura aumentou depois de quarta-feira, quando a Liga Independente das Escolas de Samba anunciou que a Mancha Verde vai desfilar com o Grupo Especial. Antes, a Mancha ia sair no domingo por causa do vínculo com a torcida organizada palmeirense. "Esperamos vender 90% dos ingressos de sábado. Isso seria um recorde, seria o maior carnaval da história da cidade", disse o presidente da Dimep, Josué Dimas de Melo Pimenta. "Além da participação da Mancha, a notícia de que os ingressos para sexta-feira estavam esgotados fez subir a procura." Outro setor concorrido é o de mesas e cadeiras de pista. Restam apenas 22% das 453 mesas e 1.916 cadeiras a R$ 900,00. Até mesmo os camarotes, que custam entre R$ 17.500,00 e R$ 25.800,00, estão quase esgotados, restam 21% dos 59. Ingressos para os dois dias, somente para o Vip Club e o Special Club, ingressos individuais para camarote colocados à venda na sexta-feira, com 400 lugares para cada dia de desfile. Os preços variam de R$ 500,00 a R$ 700,00. Os convites para todos os setores podem ser comprados pelo telefone (11) 2191-6900 ou nas bilheterias do Anhembi, das 9 às 18 horas. Indefinição A Gaviões da Fiel continua sem saber se vai concorrer ao título de campeã do Grupo Especial. A escola da torcida corintiana entrou com uma ação judicial pedindo o direito de se integrar ao grupo. A previsão é de que o juiz dê um parecer até quarta-feira. Por enquanto, apesar de desfilarem entre o Grupo Especial, as duas agremiações das torcidas organizadas, Mancha e Gaviões, vão competir entre si em uma nova categoria, a de Grupo de Escolas de Samba Esportivas. Se a decisão for favorável à Gaviões, ela compete com as demais escolas. Nesse caso, a Mancha Verde, que não entrou com nenhum recurso jurídico, entra na avenida como campeã de sua categoria, por não ter concorrentes.

Agencia Estado,

21 Fevereiro 2006 | 09h49

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.