Restaurante é condenado por servir prego na salada no Rio

Justiça considera que estabelecimento não conseguiu afastar sua responsabilidade no fato

estadão.com.br,

27 Julho 2011 | 11h09

SÃO PAULO - A Justiça do Rio manteve a sentença que condenou o bar Ali no Beco, localizado no centro da cidade, a indenizar uma cliente em R$ 2 mil por servir uma salada com um prego. A informação foi divulgada na terça-feira.

 

Eudaclè de Oliveira fazia sua refeição no estabelecimento quando mordeu um prego enferrujado de 3,5 cm. O objeto estava no meio da salada de alface. A indenização é por danos morais.

 

Segundo o desembargador-relator, Carlos Azeredo de Araújo, o fato configura relação de consumo, com evidente falha ocorrida na prestação do serviço. Ao longo do processo, a defesa do restaurante não conseguiu afastar sua responsabilidade, apenas alegou que o fato seria "incapaz de gerar dano algum".

 

O desembargador Carlos Azeredo de Araújo explicou que o dano moral abala a dignidade da vítima. Ambas partes podem recorrer da decisão da 8ª Câmara Cível.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.