Divulgação
Divulgação

Restaurante uruguaio conquista brasileiros também em Miami

O famoso e badalado Parador La Huella abriu nos Estados Unidos sua primeira filial

Chris Delboni, O Estado de S. Paulo

30 Setembro 2016 | 10h00

O Parador La Huella na praia de José Ignacio, a poucos quilômetros de Punta del Leste, abriu recentemente sua versão urbana, americana. Miami foi a cidade escolhida para a sua primeira filial.  

Fica no coração financeiro da cidade, na região da Brickell, no hotel EAST, Miami, o primeiro do grupo Swire Hotels nos Estados Unidos, sucedendo os de Beijing e Hong Kong.  

Após intensa pesquisa atrás da perfeição gastronômica, Brian Williams, diretor gerente do Swire Hotels, procurou os sócios do Parador, Martín Pittaluga, Guzmán Artagaveytia e Gustavo Barbero, para abrirem a versão americana do famoso e badalado restaurante uruguaio. 

Pittaluga diz que nunca tinham tido o interesse de expandir o Parador, apesar de muitas ofertas - até agora. "Essa oportunidade foi diferente. O projeto apresentava um desafio único para nós numa cidade poderosa e rica culturalmente", diz um dos donos.

Para manter a tradição e qualidade num outro país, La Huella trouxe 20 funcionários do Uruguai, e colocou na direção Gimena Pereyra, também uruguaia e com extensa experiência mundial no ramo da gastronomia.

"Miami nos escolheu", diz ela, com simpatia. "Nossa identidade está de acordo com a do hotel - somos voltados principalmente ao bem-estar das pessoas".

O hotel é elegantíssimo, mas não ostensivo. Logo que se entra na recepção, funcionários atenciosos nos levam até o elevador, que precisa ser acionado para subir ao andar certo. No caso, o quinto - por isso o nome Quinto La Huella.

Como o hotel, o restaurante é elegante, mas sóbrio, sem imponência, tentando preservar o espírito praiano do original. De dia, garçons e garçonetes estão vestidos de shorts e camiseta.  A clientela varia entre curiosos, hóspedes e homens e mulheres de negócios que trabalham na região da Brickell. Já o jantar é mais badalado - para ver e ser visto, e é quando mais se escuta o português em muitas mesas dos vários ambientes. À noite, os garçons usam calça branca e camiseta polo preta.  

O serviço ainda não está totalmente aprimorado, mas é simpático e atencioso, e a comida muito saborosa com muitas variedades.  

Não é exagero quando dizem: "Nossos pratos são tão despretensiosos quanto o nosso ambiente, criando um clima descontraído propício para criar momentos memoráveis".

Tem desde pizza ao forno a lenha a sushi fresquíssimo preparado no "sushi bar" na entrada e as deliciosas carnes, como picanha e fraldinha, na brasa, grelhas em uma "parrilla" própria, que é uma enorme churrasqueira construída especialmente para o local.

De entrada, o provolone frito é imperdível e, para quem gosta de frutos do mar, o polvo grelhado - "pulpo a la plancha" - é delicioso. Como prato principal, além das tradicionais carnes, o "arroz negro", com camarão e tinta de lulas, e o peixe "a la plancha" são favoritos. A sobremesa mais tradicional da casa é o "volcán de dulce de leche", um verdadeiro "vulcão" gastronômico para quem gosta de doce.

A carta de vinhos não é muito extensa, com preços pouco acima do mercado, mas isso não é surpresa pelo requinte do estabelecimento e se encontra boas garrafas abaixo de US$ 50.

Bom apetite!

Serviço 

Quinto La Huella

Hotel EAST, Miami 

788 Brickell Plaza, Miami, Florida 33131 [Entrada e manobrista pela Rua 8 (SW 8th Street)] - Quinto Andar

Telefone: +1 (786) 805-4646

E-mail: dine@quintolahuella.com

Aberto para café da manhã, almoço e jantar: segunda - quinta, 6h30 - 13h; sexta e sábado, 6h30- 2h; domingo, 6h30 - 24h

Manobrista: US$ 22, validado no restaurante

Para mais informações e reserva: http://www.quintolahuella.com/pt/default 

Twitter @chrisdelboni

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.