Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Resumo do dia: idade mínima na reforma da Previdência, Bebianno, blitze contra o PCC

Demissão de técnico do São Paulo, declaração de presidente da Vale e fim da produção do maior avião do mundo também foram destaques desta quinta-feira, 14

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2019 | 20h51

SÃO PAULO - O presidente Jair Bolsonaro (PSL) definiu nesta quinta-feira, 14, a idade mínima para aposentadoria em sua proposta de reforma da Previdência. Criticado pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSL), o ministro da Secretaria-Geral disse que não sai. Já o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, garante que serão investigadas suspeitas de repasses do PSL para candidaturas de fachada. No mundo do esporte, o São Paulo demitiu o técnico e já anunciou o novo comandante.

Quer saber os fatos mais importantes do dia? Confira abaixo as principais notícias desta quinta:

Bolsonaro aprova idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres na reforma da Previdência

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, anunciou que o presidente Jair Bolsonaro "bateu o martelo" de que as idades mínimas de aposentadoria na proposta de reforma da Previdência serão de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, após um período de 12 e 10 anos de transição, respectivamente.

Militares agem para estancar crise e evitar demissão de Bebianno; ministro diz que não pedirá demissão

Diante da crise instalada no Palácio do Planalto envolvendo o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, e o vereador Carlos Bolsonaro (PSL), interlocutores de Bolsonaro, principalmente militares, estão agindo para tentar conter o imenso problema. Bebianno segue firme no propósito de não pedir demissão.

Moro diz que repasses a candidatos do PSL serão investigados    

O ministro Moro disse que serão investigadas suspeitas de repasses de recursos do Partido Social Liberal (PSL) para candidaturas de fachada. Segundo ele, essa foi uma determinação de Bolsonaro.

Em blitze contra ataques do PCC, polícia de SP prende 326 pessoas

Da manhã desta quarta-feira, 13, até a madrugada desta quinta, 326 pessoas foram presas pela Polícia Militar do Estado de São Paulo em uma série de blitze montadas em pontos tidos como "estratégicos" para evitar ataques em decorrência da transferência de Marco Williams Herbas Camacho, o Marcola, e outros 21 líderes da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no interior, para três presídios federais.

Trump vai declarar emergência nacional para construir muro na fronteira

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , vai declarar uma emergência nacional para conseguir os US$ 5,7 bilhões para construir o muro na fronteira com o México, uma de suas principais promessas de campanha, declarou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.  

Presidente da Vale diz que empresa não pode ser condenada 'por um acidente'  

 

O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, disse que a companhia de mineração é uma "joia brasileira" e que não pode ser condenada pelo que aconteceu em Brumadinho - o rompimento da barragem do Córrego do Feijão deixou, até o momento, 166 mortos e 155 desaparecidos. Fracassou a segunda tentativa de acordo entre o governo de Minas Gerais, o Ministério Público e a mineradora para assinatura de Termo de Ajuste Preliminar (TAP) para adoção de medidas emergenciais pelos danos causados pela tragédia.

Justiça suspende aumento da tarifa de ônibus em São Paulo

A Justiça de São Paulo pediu suspensão imediata do aumento da tarifa de ônibus na capital paulista. A decisão em caráter liminar expedida atende a uma ação civil pública da Defensoria Pública do Estado. 

São Paulo demite André Jardine e anuncia Cuca como treinador

Durou cerca de quatro meses a passagem de André Jardine pelo comando do São Paulo. Um dia depois da eliminação do time na segunda fase preliminar da Copa Libertadores para o Talleres, a diretoria decidiu demitir o treinador. Raí, executivo de futebol do clube, anunciou que Cuca será o treinador com contrato até o fim de 2020 assim que se recuperar de um problema do coração. Até lá, o coordenador técnico Vagner Mancini fica na função. 

Airbus anuncia que encerrará produção do A380

A Airbus anunciou o fim da produção do A380, maior avião de passageiros do mundo e símbolo da empresa, cujas entregas serão encerradas em 2021, depois que a companhia Emirates decidiu reduzir um pedido de 39 exemplares do modelo.  

Newsletter

Para ficar bem informado, assine as newsletters do Estado e receba os destaques do noticiário por e-mail.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.