Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Resumo do dia: prisão de funcionários da Vale, Bebianno, emergência nacional nos EUA

Entrevista de Damares, convocação de eleição na Espanha e publicação de FHC também foram destaques desta sexta-feira, 15

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2019 | 19h59

SÃO PAULO - Funcionários da Vale foram presos nesta sexta-feira, 15, em dois Estados. Em Brasília, a crise em torno do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno continua. Já em Washington, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou emergência nacional para conseguir financiar a construção do muro.

Quer saber os fatos mais importantes do dia? Confira abaixo as principais notícias desta sexta:

Oito funcionários da Vale são presos

Oito funcionários da Vale foram presos em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. O rompimento da barragem de Brumadinho, no dia 25 de janeiro, deixou 166 mortos e 147 desaparecidos até o momento.

Bolsonaro decide manter Bebianno no governo, dizem aliados

Interlocutores do presidente Jair Bolsonaro afirmam que ele decidiu atender aos apelos políticos e manter o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, no cargo. Ele está envolvido em suspeitas de desvios de recursos de campanhas do PSL e entrou em atrito com Carlos Bolsonaro, filho do presidente. 

Trump declara emergência nacional para construir muro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou emergência nacional para financiar a construção de um muro na fronteira com o México - uma de suas promessas eleitorais, que, durante a campanha, o então candidato disse que seria paga pelo país vizinho.

Em entrevista a rádio, Damares aconselha pais de meninas a fugir do País para evitar violência

O Brasil é o pior país da América do Sul para se criar meninas, afirmou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, em entrevista a um rádio de João Pessoa. “Se eu tivesse que dar um conselho para quem é pai de menina, mãe de menina: foge do Brasil”, afirmou. “Você está no pior país da América do Sul para criar meninas.”

Fabrício Queiroz será investigado por grupo de combate à corrupção

A investigação sobre a movimentação financeira suspeita de assessores do hoje senador e ex-deputado Flávio Bolsonaro (PSL), entre eles o ex-motorista Fabrício Queiroz, foi enviada nesta semana para o Grupo Especializado no Combate à Corrupção (Gaecc) do Ministério Público do Rio de Janeiro

Prefeitura do Rio de Janeiro ordena que Flamengo feche o Ninho do Urubu

A prefeitura do Rio ordenou que o Flamengo cumpra a ordem de 2017 para fechar por completo o Ninho do Urubu. O Estado confirmou a determinação com o órgão municipal assim que a reunião acabou das entidades que estudam e investigam a responsabilidade pela morte dos dez garotos da base do clube carioca.

Primeiro-ministro espanhol convoca eleições antecipadas para 28 de abril

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, convocou uma eleição nacional antecipada para o dia 28 de abril, depois de ser derrotado em uma votação crucial sobre o orçamento no Parlamento do país.

'Início de governo é desordenado. O atual está abusando', diz FHC

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que o governo de Jair Bolsonaro está abusando da desorganização desde seu início, há um mês e meio. "Início de governo é desordenado. O atual está abusando", escreveu o tucano em sua conta no Twitter.

Lava Jato afirma que decisão de Gilmar vai acarretar prescrição de crimes de Paulo Vieira

força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo afirmou que a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes que manda ouvir novas testemunhas em ação penal contra o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza vai acarretar a prescrição de crimes pelos quais ele é acusado.

Para Alcolumbre, crise no governo não vai atrapalhar andamento da reforma da Previdência

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que a tensão instalada entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que causou preocupações entre membros do governo e a base no Congresso, não atrapalha o andamento da reforma da Previdência nas Casas.

Newsletter

Para ficar bem informado, assine as newsletters do Estado e receba os destaques do noticiário por e-mail.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.