Retrospectivafobia

E aí, preparado para as retrospectivas 2008? Não se esqueça de renovar o estoque de lenços de papel para o mar de lágrimas que te espera na enxurrada de más notícias, frases infelizes, catástrofes e lambanças de dar dó. Afora a eleição de Obama, meia dúzia de gols geniais, três ou quatro momentos de ternura do ser humano e dois milagres de Deus, sobram as desgraças para contar. Se bem que, a rigor, todo ano é a mesma coisa. Deus inventou um dia depois do outro, e o diabo a retrospectiva dos últimos 12 meses, rosário de perdas e danos na eterna luta do homem com o planeta pra ver quem vai acabar primeiro. A edição de imagens do ano que as TVs preparam para 2008 parece filme de terror. Programa pouco recomendável a quem não tem estômago para o gênero. Tudo mais - presunto, pernil, bacalhau, rabanada, nozes, vinho tinto, tios, primos, sobrinhos e champanhe - dá pra encarar sem problemas. Como dizia Nelson Rodrigues, "toda retrospectiva é uma espécie de documentário da véspera do fim do mundo". Pé frioA torcida do São Paulo está apreensiva. Será que a Hebe Camargo vai assistir ao jogo contra o Goiás, em Brasília? Explica-se: no domingo passado, teve gente no camarote do Morumbi com a sensação de que o Fluminense abriu o placar quando a apresentadora do SBT tirou seus sapatos Gucci para subir numa cadeira. Será?O show da vidaO "encontro casual" entre Ingrid Betancourt e Madonna na Casa Rosada lembrou um pouco o de Roberto Carlos e Caetano Veloso no Auditório Ibirapuera. Só faltou elas cantarem juntas Garota de Ipanema!Era só o que faltavaEnquanto Daniel Dantas era condenado por corrupção, Nicéa Camargo arrolava Protógenes Queiroz e Naji Nahas como testemunhas no processo que discute o valor da pensão paga por Celso Pitta à ex-mulher. É o noticiário concorrendo com A Favorita.Só dá ela!Na Índia, Condoleezza Rice queixa-se com assessores mais próximos. Está, de fato, levando o governo Bush nas costas neste finalzinho de mandato.É a globalizaçãoNão sei se isto pode servir de consolo a alguém, mas Veneza também está afundando!Mal comparando...Pelas contas do Palácio do Planalto, o ministério Obama já tem mais nomes que o de Lula.Não há dinheiro que chegueSó rico pode ser fã de Madeleine Peyroux e torcedor do São Paulo ao mesmo tempo. O ingresso para o show da cantora hoje à noite, em São Paulo, custa até R$ 400 na bilheteria do Via Funchal.Agenda positivaO tempo vai melhorar. Acredite! Lula não quer prometer nada, mas capaz até de nevar no Natal.

Tutty Vasquez, O Estadao de S.Paulo

04 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.