Reunião extraordinária em Brasília discute violência em prisão no MA

Integrantes do Conselho de Defesa de Direitos da Pessoa Humana foram convocados para encontro nesta quinta

Agência Brasil

09 Janeiro 2014 | 09h47

BRASÍLIA - A situação no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, e as violações de direitos humanos cometidas contra presos serão debatidas na tarde desta quinta-feira, 9, em reunião extraordinária do Conselho de Defesa de Direitos da Pessoa Humana, da Secretaria de Direitos Humanos, presidido pela ministra Maria do Rosário. O encontro ocorre às 15h30, na sede da secretaria.

O conselho é composto por representantes do Ministério Público Federal, do Ministério das Relações Exteriores, de associações brasileiras de educação e imprensa e do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de membros da Câmara dos Deputados, do Senado e da Secretaria de Direitos Humanos.

Na terça-feira, a Anistia Internacional considerou inaceitáveis os casos de presos decapitados nas penitenciárias e as denúncias de estupro de mulheres e irmãs de presidiários durante as visitas. Na quarta, a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu a investigação imediata da violência dentro de Pedrinhas. 

De acordo com autoridades do Maranhão, os ataques a ônibus e delegacias na última sexta-feira, 3, foram uma resposta dos criminosos às mudanças impostas pela polícia no interior do complexo penitenciário. Uma menina de 6 anos, que teve 95% do corpo queimado após o ônibus em que estava ser incendiado, morreu.

Mais conteúdo sobre:
MaranhãoviolênciaSão Luís

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.