Réveillon em São Paulo leva 2,5 milhões para Avenida Paulista

Público paulistano assistiu às apresentações musicais de Pitty, Dudu Nobre, Maria Rita e Edson e Hudson

estadao.com.br com Ana Bizzotto, de O Estado de S. Paulo,

31 de dezembro de 2009 | 22h26

SÃO PAULO - Uma multidão foi à avenida Paulista para a festa de ano novo deste ano. O público assistiu as apresentações da cantora Pitty, Dudu Nobre, Maria Rita e da dupla Edson e Hudson, com o último show da carreira deles. Também fizeram show Martinho da Vila, KLB, que homenageou os Beatles, e a Mocidade Alegre, campeã do carnaval 2009 na cidade de São Paulo.

 

Veja também:

mais imagensVeja imagens do réveillon 2010

mais imagensConfira imagens da virada do ano

mais imagensA virada no Brasil e no mundo 

mais imagensVibre com as imagens do Réveillon no mundo

 

Participaram da festa 2,5 milhões de pessoas, segundo estimativa de Mauro Roberto Chaves, comandante do policiamento do centro e do evento. Dezenas de documentos foram perdidos e estão com a Playcorp, organizadora do evento. Para recuperá-los é preciso entrar em contato com a empresa. Na próxima semana, os documentos devem ser encaminhados pela organização à Agência Central dos Correios, na Praça do Correio, região do Anhagabaú, local onde a documentação poderá ser retirada.

 

Após a meia-noite, a queima de fogos durou 15 minutos e segundo Marcelo Flores, da empresa responsável pela organização, a chuva não atrapalhou nem causou qualquer tipo de interrupção. Ao mesmo tempo do estouro dos fogos, no telão foram projetadas imagens do atletas brasileiros mais marcantes como Ayrton Senna, da Fórmula 1, e César Cielo, da natação. A Copa do Mundo foi citada como um símbolo para o País.

 

O prefeito Gilberto Kassab esteve no evento por volta de 23h15 e elogiou a festa - muito bonita, com público animado. Quando falou sobre a chuva, a intensidade aumentou. Há momentos em que a garoa ficou mais forte e em outros, mais fraca. De acordo com a organização do evento, a pontualidade foi a marca do Show da Virada neste ano.

 

Vista aérea do público aglomerado em frente ao palco montado na Avenida Paulista.

 

Estreiante no Réveillon da Paulista, Dudu Nobre se disse encantado. "Fiquei muito feliz pelo convite. Já tinha feito cinco shows em Copacabana e aqui é a primeira vez. O palco podia ser mais perto do publico", avaliou Dudu.

 

A dupla que se despede, encontrou o palco da Paulista para a ocasião. "Se apresentar para esse público é um marco para uma carreira que estamos fechando com chave de ouro", afirmou Hudson. O show é o último da dupla, que vai se separar em 2010. "Estamos muito emocionados por tocar até praticamente a hora da virada", completou Edson.

 

Dudu Nobre se apresentou pela primeira vez no Réveillon da Paulista.

 

Antes da meia-noite 30 pessoas já tinham sido levadas para o posto médico em função de bebida alcóolica e queda de pressão, informa Renato Ribeiro da Silva, do Corpo de Bombeiros. No final do show, o balanço foi de 300 atendimentos médicos, todos sem gravidade, de acordo com a organização.

A grade de proteção entre o palco e o público quase caiu, durante as apresentações. A polícia interveio e a situação foi normalizada. Mesmo com proibição e revista antes da entrada para os shows, o público usava guarda-chuvas. No esquema de segurança, 16 câmeras monitoraram a avenida. Fora o empurra-empurra perto do palco, não houve nenhuma ocorrência.

 

Texto atualizado às 3h40. Fotos de Werther Santana/AE. 

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistaréveillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.