Réveillon tem 106 mortes nas rodovias federais; Minas Gerais lidera

Em comparação com o Natal, houve queda no número de acidentes, mortos e feridos em todo o País

Marília Lopes, Central de Notícias

03 de janeiro de 2011 | 14h58

SÃO PAULO - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na tarde desta segunda-feira, 3, o balanço final da Operação Ano Novo. Desde a zero hora do dia 31 até as 23h59 deste domingo, 2, foram registradas 106 mortes em acidentes ocorridos em rodovias federais de todo o País. Minas Gerais foi o Estado onde ocorreu o maior número de falecimentos e acidentes.

 

Veja também:

linkNúmero de mortes nas rodovias de SP sobe 92,3% neste ano-novo

 

Foram notificados também 1.844 acidentes, que deixaram 1.294 feridos. A maior parte das ocorrências aconteceram no domingo, na volta do feriado véspera do feriado, quando foram registrados 737 acidentes, com 517 feridos. Mas, o maior número de mortes foi na véspera do feriado, quando aconteceram 30 mortes nas rodovias federais.

 

Minas Gerais liderou o ranking dos Estados com mais acidente e o maior número de mortos durante o réveillon. Foram 388 ocorrências, com 19 mortes. Em quantidade de acidentes, vem em seguida os Estados do Paraná (231), Santa Catarina (190), São Paulo (136) e Rio de Janeiro (127). No índice de mortes, completam a lista com o maior número de vítimas: Bahia (13), Paraná (9), Santa Catarina e Goiás (6) e Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Distrito Federal (5).

 

Em comparação com o Natal, houve queda nas ocorrências registradas. Durante o feriado anterior, foram registradas 11 mortes a mais nas rodovias federais do que no ano-novo: 117 da zero hora do dia 24 até as 23h59 do dia 26. Além disso, foram 1.884 acidentes (40 a mais) e 1.361 feridos (67 a mais).

 

Policiamento. Além dos acidentes, a polícia rodoviária também efetuou a prisão de 128 motoristas que dirigiam embriagados. Foram realizados mais de 11 mil testes de bafômetro e 292 motoristas tiveram resultado positivo. Durante a Operação Ano Novo, a PRF quase 40 mil multas e recolheu 332 Carteiras Nacionais de Habilitação.

 

O policiamento foi intensificado nas saídas das principais regiões metropolitanas do País, a partir das 14h da última sexta-feira, 31, por conta do movimento de veículos nas estradas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.