Revista em presídio no Recife acha drogas, armas e R$ 35 mil

Presídio de Igarassu, que não era revistado há mais de um ano, ainda tinha celulares, carregadores e cahcaça

20 Julho 2007 | 16h57

Uma revista realizada na última quinta-feira, 19, por 150 policiais militares nos seis pavilhões do Presídio de Igarassu, na região metropolitana do Recife, resultou na apreensão de 32 celulares, 15 carregadores de aparelho celular, armas artesanais, nove quilos de maconha, 30 litros de cachaça artesanal e mais de R$ 35 mil.   O dinheiro foi encontrado na cela de Alexandre José Cavalcante Alves, de 40 anos, junto com três pacotes de maconha. Ele foi autuado em flagrante pela delegada do município, Conceição Ferreira.   Para o comandante do Batalhão de Choque da PM, coronel Luiz Aureliano, responsável pela revista, a apreensão indica corrupção. Ele disse que a operação teve total sigilo e foi planejada devido a denúncias apuradas pelo serviço de inteligência da PM.   A Secretaria estadual de Ressocialização prometeu maior rigor na fiscalização na entrada de pessoas no presídio. O presídio de Igarassu não era revistado há um ano.

Mais conteúdo sobre:
Presídio Recife

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.