Revista Grandes Reportagens ''Megacidades'' volta às bancas

Publicação traça painel global da urbanização e analisa desafios das maiores cidades do mundo

O Estadao de S.Paulo

24 Agosto 2008 | 00h00

O Estado inicia hoje a venda em banca da revista Megacidades, que circulou com a edição do jornal no dia 3. Segundo número da série Grandes Reportagens, iniciada no ano passado com a revista Amazônia, Megacidades traça um painel global da urbanização - fenômeno ainda mais relevante porque hoje, pela primeira vez na história, a maior parte da humanidade vive nas cidades. O exemplar custa R$ 9,90. Megacidades elege nove metrópoles do exterior e três do Brasil para analisar as implicações sociais e ambientais dessa corrida da população para os núcleos urbanos. E ouve pensadores de destaque, como a americana Saskia Sassen, criadora do conceito de cidade global, e Mike Davis, crítico da urbanização desenfreada. Fora do País, os repórteres do Estado visitaram Londres, Nova York e Tóquio, exemplos de reinvenção urbanística e de investimento em infra-estrutura. Mas também visitaram megalópoles do Terceiro Mundo que crescem em ritmo vertiginoso, como Lagos (Nigéria) e Mumbai (Índia). Abordam o desafio da sustentabilidade na Cidade do México, em permanente estado de emergência pelo acesso precário à água, e o boom imobiliário em Moscou. Falam da rápida modernização da China, com paradas estratégicas em Xangai, cidade mais rica do país, e de Chongqing, eleita pelos burocratas pólo de desenvolvimento de uma área com 32 milhões de habitantes. EPICENTRO No Brasil, Megacidades dá destaque especial a São Paulo, epicentro da maior mancha urbana do Hemisfério Sul, com 65 municípios e 12% da população do País. Aponta os gargalos da metrópole em áreas como trânsito, abastecimento de água, poluição e coleta de lixo e fez uma radiografia da queda dos homicídios. O conteúdo da revista vem servindo de base para a elaboração de diagnósticos de grandes questões da capital paulista, que servem de base para uma série sobre eleições publicada às segundas-feiras, até o dia 29 de setembro, na editoria Nacional. Além da abordagem dos temas, são apresentadas as propostas dos principais candidatos à Prefeitura: Marta Suplicy (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Gilberto Kassab (DEM), Paulo Maluf (PP), Soninha Francine (PPS) e Ivan Valente (PSOL). Na edição de amanhã, o tema é segurança. Megacidades trata ainda das novas oportunidades de crescimento econômico do Rio e da vitalidade cultural da sua periferia. E mostra que a capital federal, Brasília, 48 anos após sua fundação, repensa pela primeira vez seu modelo de planejamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.