Ribeirão Preto intensifica ações de combate à dengue

A Divisão de Controle de Vetores, da Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto, vai intensificar neste sábado, das 7h30 às 13h30, as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue e da febre amarela. Cerca de 130 funcionários vão trabalhar no levantamento do Índice de Breteau (indicador do número de recipientes com larva do mosquito por 100 imóveis pesquisados). O risco de epidemia de dengue na cidade é grande. Neste ano já foram confirmados 39 casos de dengue. O ano de 2005 fechou com 629 casos confirmados da doença. Se o total de casos chegar a 80 no mês, a situação será considerada uma epidemia. O levantamento do índice de Breteau, que deveria ter sido feito em dezembro, foi adiado devido ao período de transmissão da doença e está em andamento.Alguns bairros das regiões norte e oeste do município preocupam, como o Tanquinho, Vila Mariana, Vila Carvalho e Vila Elisa, onde o índice atingiu 17,3. No Simioni, Quintino Facci 2 e Avelino Palma o índice chegou a 10,7. Esses dados preocupam, pois a Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza que de 1 a 2 é tolerável. Acima disso, indica o risco de epidemia. No dia 28, um arrastão deverá ser realizado nos quatro bairros acima onde o índice atingiu 17,3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.