Ribeirão Preto investiga morte misteriosa de idoso

A causa da morte de um idoso de 64 anos, ocorrida na última quinta-feira, 19, em Ribeirão Preto, é investigada pelo Departamento de Vigilância em Saúde do município. A principal suspeita é de hantavirose (doença transmitida pelo ar de odores de fezes e urinas de ratos silvestres contaminados), pois o quadro clínico do homem, após dores pelo corpo, evoluiu para falta de ar.Morador do Jardim Irajá, ele foi atendido na última terça-feira no posto de saúde do bairro Santa Cruz, voltando dois dias depois, quando morreu. Porém, outras doenças também podem ter provocado a morte do idoso, como dengue ou leptospirose.Segundo a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Ribeirão Preto, Hercília Renata Médici de Mattos, o resultado do exame laboratorial, feito pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, deverá ficar pronto em pelo menos uma semana.A região de Ribeirão Preto já teve duas mortes por hantavirose neste ano (as vítimas eram de Santa Cruz da Esperança e de Batatais), mas essa poderá ser a primeira morte em Ribeirão, se for confirmada a causa. Uma menina de Orlândia teve hantavirose e foi atendida em Ribeirão, mas recuperou-se.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.