Ribeirão também pulveriza à noite contra dengue

A Divisão de Controle de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto está visitando, das 17 às 21 horas, as residências onde não foram encontrados moradores durante o dia.Essa medida começou a ser adotada anteontem nesta segunda-feira, num setor do bairro Campos Elíseos, um dos mais antigos e populosos da cidade. "Não é um trabalho rotineiro, mas vamos fazê-lo sempre que constatarmos pendências", diz a chefe da Divisão, Maria Luiza Santa Maria.O objetivo é evitar que as casas não sejam pulverizadas no combate preventivo contra o mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, o que poderia aumentar os focos de criadouros.Segundo Maria Luiza, os cerca de 40 funcionários que fazem esse serviço só irão nas residências que estavam fechadas ou onde não se encontraram moradores durante o dia. "Vão com os endereços certos", explica ela.O bairro Campos Elíseos, por exemplo, é dividido em cinco setores e, num deles, constatou-se que 40% das casas estavam fechadas ou sem moradores durante a visita. A intenção é não deixar esse detalhe passar, pois Ribeirão Preto teve 3.193 (dados da prefeitura) em 2001 e, neste ano, foram registrados 323 - o último resultado positivo ocorreu em 21 de junho.O verão está chegando e é nessa época que surgem os casos de proliferação da doença. Se os criadouros forem combatidos, isso ajudará a evitar aumento de casos de dengue da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.