Rio Branco-AC decreta situação de emergência por causa das chuvas

Defesa Civil contabiliza 227 famílias desabrigadas e 18 desalojadas; transbordamento do Rio Acre atingiu bairros rurais e urbanos

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

12 Abril 2011 | 17h16

SÃO PAULO - A prefeitura de Rio Branco, capital do Acre, decretou situação de emergência nesta terça-feira, 12. As fortes chuvas que atingiram a região neste mês de abril fizeram com que o Rio Acre ultrapassasse a cota de transbordamento e atingisse bairros nas zonas rural e urbana da cidade. Segundo a Defesa Civil, 227 famílias estão desabrigadas e outras 18 desalojadas.

 

O nível do rio chegou hoje a 15,53m, mais de 2 metros acima do normal. A expectativa é que nos próximos dias o nível ultrapasse os 16m.

 

As famílias desabrigadas estão alojadas no parque de exposições Marechal Castelo Branco, onde é feito o acompanhamento social por instituições municipais. Não foram registradas mortes por causa das chuvas.

 

Entre os bairros mais afetados estão Adalberto Aragão, Ayrton Senna, Baixada da Habitasa, Cidade Nova, Cadeia Velha, Terminal da Cadeia Velha, 6 de Agosto, Triângulo Novo, Taquari, Base e Aeroporto Velho, Panorama, Liberdade, Vai se Vê I e II, Limoeiro, Catuaba, Bagaço, Extrema, Colibri, Corredeira P.A. Moreno Maia, Jarinauá -Seringal Belo Horizonte, Barro Alto e São Francisco do Espalha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.