Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Rio começa a implementar bilhete único a partir de fevereiro

Valor da passagem e outros detalhes não foram definidos, mas Estado irá subsidiar parte dos custos, diz Cabral

Maíra Teixeira, da Central de Notícias,

15 de dezembro de 2009 | 20h21

A partir de fevereiro de 2010, o Estado do Rio de Janeiro começa a implantar o bilhete único para promover a integração do transporte público. Inicialmente, a integração vai funcionar apenas na região metropolitana e vai abranger todos os modais, como ônibus, trem, metrô e barca. O valor da passagem, tempo de duração e quantas viagens o usuário poderá fazer ainda não foi estabelecido.

 

Atualmente, a tarifa de ônibus urbano na capital é de R$ 2,35, enquanto a do metrô, trem e da barca é de R$ 2,80. Segundo o governo estadual, os técnicos da Secretaria de Transportes já estudam com os operadores de transporte coletivo os detalhes técnicos do projeto, que deve ficar pronto até o fim deste mês.

 

O governador Sérgio Cabral informou que o valor ainda não está definido, mas garantiu que o Estado vai subsidiar parte dos custos. Na capital paulista a integração dos meios de transportes urbanos e utilização do bilhete único começou em 2004 e foi sendo ampliada gradativamente.

 

Em primeiro lugar, houve a integração entre os ônibus, depois com o metrô e, por último com os trens metropolitanos. A integração, no entanto, está restrita à região metropolitana, onde funciona apenas desde fevereiro deste ano. O bilhete único paulista possibilita a utilização de até quatro ônibus (ou três ônibus e metrô, ou três ônibus em trem), num período de três horas

Tudo o que sabemos sobre:
Riobilhete único

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.