Rio começa a multar motorista sem cadeirinha para crianças

Quem descumprir as normas receberá multa de R$ 191,54 e sete pontos na carteira de habilitação

Julia Baptista, do estadão.com.br,

08 de setembro de 2010 | 09h12

SÃO PAULO - A Guarda Municipal de Trânsito do Rio de Janeiro começa nesta quarta-feira, 8, a aplicação de multas a motoristas que não usarem a cadeirinhas para transportar crianças 0 a 7 anos e meio em bebê conforto, cadeirinha ou booster (conforme a idade) no banco traseiro. Para os carros fabricados antes de 1998, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) liberou a cadeirinha no banco da frente e dispensou o booster no de trás.

 

Veja também: 

especialTire suas dúvidas sobre as cadeirinhas infantis

 

De acordo com a Resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), crianças de até 1 ano de idade deverão ser transportadas no bebê conforto; de 1 a 4 anos, em cadeirinhas, e de 4 a 7 anos e meio nos boosters. Quem descumprir as normas receberá multa de R$ 191,54 e sete pontos na carteira de habilitação, além da apreensão do veículo até que a irregularidade seja sanada. A nova regra deveria ter começado a valer no dia 9 de junho em todo o País, mas foi adiada porque os produtos estavam em falta no mercado.

 

Nas rodovias federais no Rio de Janeiro, desde que começou a vigorar a resolução, no dia 1º, até a segunda-feira, 6, oito motoristas foram multados por não estar transportando crianças adequadamente, de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal.

Tudo o que sabemos sobre:
Riocadeirinhamultatrânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.