Rio começa operação para tirar sem-teto das ruas

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), deflagra hoje o "choque de ordem" prometido ainda na campanha eleitoral para combater a desordem urbana. Entre as medidas prometidas estão a repressão aos ambulantes ilegais e a destruição de construções irregulares. Um dos alvos da prefeitura será a população de rua. Segundo o secretário especial de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, as pessoas não poderão mais acampar e dormir em praias, calçadas e sob viadutos e terão de circular caso se recusem a ir para abrigos. Em alguns pontos da cidade mapeados pela polícia, os moradores de rua serão levados para a delegacia, onde será checado se há mandados de prisão contra eles. A prefeitura também pretende recolher menores, fiscalizar estabelecimentos, reprimir ambulantes e flanelinhas ilegais, combater publicidade ilegal e reprimir pequenos crimes e infrações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.