Rio contabiliza R$ 1,5 mi de prejuízo com motim em Benfica

O estado do Rio calcula que o prejuízo com a destruição parcial da Casa de Custódia de Benfica no Rio de Janeiro, durante a rebelião que durou 62 horas, foi de R$ 1,5 milhão. Segundo o coordenador do programa "Delegacia Legal", Cesar Campos, responsável pela construção da unidade, os detentos destruíram boa parte do primeiro andar, onde funcionavam a administração e os consultórios médico e odontológico; 70% das instalações elétricas e hidráulicas deste andar foram depredadas, assim como os equipamentos dos consultórios. No entanto, as portas das celas permanecem em bom estado, segundo ele. Dentro de 15 dias, a limpeza e a inspeção da penitenciária deverão ter sido concluídas, avalia Campos. Ele exibiu fotografias tiradas no interior do presídio que mostram muita terra pelo chão, oriunda da escavação dos presos; pichações nas paredes e equipamentos médicos dilapidados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.