Rio eleva semáforos para evitar roubos

Para evitar que os sinais de trânsito laterais continuem sendo roubados, a prefeitura do Rio vai suspendê-los em até mais um metro. A operação começou nesta segunda, justamente onde há o maior número de furtos e de acidentes: na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.Nos quatro primeiros meses deste ano, 300 aparelhos foram roubados. Esse número é cada vez maior, desde que os casos começaram a ser registrados, em 2002. No ano passado, foram furtados 431. O custo de reposição é de cerca de R$ 2 mil por peça.O chefe de gabinete da Companhia de Engenharia de Tráfico (CET-Rio), Marcos Couto, disse que atualmente os sinais laterais são colocados numa altura máxima de 2,20m. "É só uma pessoa subir nas costas de outra que já consegue fazer o roubo". "Com a elevação, o ladrão terá que se expor mais, subindo numa escada, por exemplo", concluiu.Segundo Couto, os faróis são revendidos para ferros-velhos, que reciclam o alumínio, ou até mesmo para outros estados: "A polícia já apreendeu um caminhão com aparelhos que estavam indo para outro estado", disse. As investigações da policia apontam ainda para jovens de classe média que furtam os sinais apenas por vandalismo: "É como um souvenir que eles querem exibir para os amigos em casa".Para reduzir as tentativas de roubo, a prefeitura também está substituindo o alumínio por outros materiais sem valor de mercado, como o plástico. Segundo ele, a maioria dos 2.500 faróis da cidade serão trocados. "O pior é que ao tirar o sinal, o sistema entra em pane e pode causar um acidente", disse o chefe de gabinete da CET-RIO.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.