Rio espera renda de até R$ 1,2 bilhões com carnaval

A cidade do Rio de Janeiro estima uma renda de US$ 500 milhões - o equivalente a R$ 1,2 bilhões - com o carnaval 2007 e a visita de cerca de 700 mil turistas, entre estrangeiros e turistas de outros Estados. É o que informa o secretário de Turismo do Rio, Rubem Medina. Para o secretário, o carnaval 2007 deve receber um público 5% superior em relação ao de 2006. Segundo Medina, estão sendo investidos na cidade R$ 23 milhões para a festa. "Para tudo que envolve o carnaval: sambódromos, blocos de rua e escolas de samba, entre outros", exemplifica. A cidade do Rio, conhecida como uma das detentoras da principal festa de carnaval do País, não aposta somente no glamour da Marquês de Sapucaí, onde ocorrem os desfiles das escolas de samba. Os blocos de rua estão voltando com toda a força e ganhando, a cada ano, cada vez mais adeptos. "São centenas de blocos de rua e o sambódromo cada vez melhor. Acho que não existe nada no mundo parecido", salientou Medina. Para ele, a ação de divulgação dessa festa no exterior é uma das principais fontes propulsoras do carnaval carioca. "Há uma divulgação permanente, com campanhas no exterior", diz. De acordo com Medina, enquanto São Paulo se fortalece em turismo de negócios, o Rio de Janeiro continua sendo referência em festas. "Nós somos evento no mundo, temos o maior réveillon do mundo e o maior carnaval. O Rio de Janeiro continua sendo o grande ícone do Brasil", reitera o secretário.

Agencia Estado,

14 Fevereiro 2007 | 15h56

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.