Rio estende aluguel social para vítimas das chuvas em Niterói e São Gonçalo

Nos dois municípios, 4 mil pessoas que perderam suas casas irão receber quantia de R$ 400 por mês a partir de segunda-feira; Sérgio Cabral diz que Estado está providenciando terrenos

Agência Brasil

29 de abril de 2010 | 19h36

RIO - O Programa Aluguel Social, que atende às vítimas das chuvas no Estado, foi estendido para os desabrigados de Niterói e São Gonçalo, na região metropolitana da capital fluminense. Nos dois municípios, 4 mil pessoas perderam suas casas e vão receber um aluguel social de R$ 400 por mês a partir de segunda-feira, 3. O convênio com as prefeituras foi assinado nesta quinta pelo governador Sérgio Cabral.

 

Vão receber o aluguel social as pessoas que fizeram o cadastramento nas secretarias de Assistência Social dos dois municípios e do estado. Na próxima segunda-feira, o responsável pela família deve procurar a prefeitura de seu município com o documento de identidade e o CPF para receber o aluguel social.

 

O governador anunciou que o Estado já está providenciando a compra de vários terrenos para a construção de moradias com objetivo de atender às famílias que residem em áreas de risco.

 

"Nós iremos comprar dois terrenos do Exército, um em Niterói e outro em São Gonçalo, e mais um terreno próximo ao Complexo da Maré, em Manguinhos, no município do Rio. Com isso, iremos disponibilizar rapidamente com a Caixa Econômica Federal a construção de casas e assim daremos uma resposta definitiva ao problema de moradias no Rio."

Mais conteúdo sobre:
Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.