Rio Grande do Sul recebeu 100 mil estrangeiros na Copa

De acordo com a Polícia Federal, 41 barra-bravas foram impedidos de entrar no Brasil pelo Estado e 23 turistas tiveram visto negado

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2014 | 17h28

PORTO ALEGRE - A Polícia Federal registrou a entrada de 101,4 mil estrangeiros no Rio Grande do Sul durante o período da Copa do Mundo. Os visitantes chegaram pelos postos de controle das fronteiras terrestres com o Uruguai e Argentina e pelo Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.

O balanço das atividades da Polícia Federal no Rio Grande do Sul foi divulgada nesta terça-feira, 15, três dias antes do final da Operação Copa 2014, que deslocou servidores para a fronteira e mobilizou agentes para serviços de segurança do estádio Beira-Rio e imediações e dos chefes de Estado e seleções que estiveram na capital gaúcha.

O levantamento também revela que 41 barra-bravas, os torcedores argentinos com problemas com a Justiça daquele país, foram impedidos de entrar no Brasil pelo Rio Grande do Sul, enquanto outros 23 estrangeiros tiveram visto negado por problemas diversos. Além disso, a Polícia Federal multou e notificou 53 estrangeiros para deixar o Brasil por envolvimento em ocorrências policiais ou por terem entrado clandestinamente no País.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.