Rio Grande do Sul tem 4ª morte provocada pelas chuvas

Homem de 48 anos é a 3ª pessoa que morre após o veículo em que estava ser arrastado por enxurrada

Fabiana Marchezi, Central de Notícias

05 de outubro de 2009 | 14h23

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul confirmou nesta segunda-feira, 5, a quarta morte provocada pelas chuvas que atingem o Estado desde o último dia 27. Paulo Francisco Reis de Oliveira, de 48 anos, é a terceira pessoa a morrer após o veículo em que estava ser arrastado pela correnteza de rios. Ele estava desaparecido desde a última quinta-feira.

 

Veja também:

linkChuvas voltam a atingir região Sul do País nesta 2ª

 

O corpo de Oliveira foi localizado na tarde de domingo. Ele desapareceu depois que o caminhão em que ele estava foi arrastado por uma enxurrada na Barragem do Salto, em São Francisco de Paula, na serra gaúcha. O corpo do motorista do veículo, Lindomar Ferreira, de 47 anos, havia sido encontrado ainda no dia do acidente, a dois quilômetros de onde havia desaparecido durante a enxurrada.

 

A primeira vítima dessas chuvas também era um caminhoneiro, cujo veículo foi arrastado pela correnteza em Canela no dia 27. A quarta vítima das chuvas no Rio Grande do Sul morreu afogada. O pescador morreu em Taquara depois de cair no Rio dos Sinos.

 

Segundo a Defesa Civil mais cinco municípios decretaram situação de emergência por conta das enchentes: Taquara, Passo do Sobrado, Eldorado do Sul, Santo Antonio da Patrulha e Bom Princípio. Com isso, subiu para 30 o número de cidades nessa condição. Ao todo, 45.630 pessoas foram prejudicadas pelas chuvas no Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvas no RSvítimas das chuvaschuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.