Fábio Motta/AE
Fábio Motta/AE

Rio inaugura novo modelo de banheiro público

A 'Unidade de Fornecimento de Alívio' não utiliza água e está ligada à rede municipal de esgoto

Antonio Pitta,

26 Fevereiro 2013 | 15h01

RIO - A prefeitura do Rio inaugurou nesta terça-feira, em fase de testes, um novo modelo de mictório público gratuito. Batizado de Unidade de Fornecimento de Alívio (UFA), o novo equipamento é aberto, sem portas ou pias para lavar as mãos, e foi instalado na Central do Brasil para atender ao grande fluxo de pedestres na região. O modelo, cedido pela iniciativa privada, custou R$ 19 mil, e integra um projeto piloto que poderá ser estendido a outras partes da cidade.

O modelo não utiliza água e está diretamente ligado à rede municipal de esgoto. Um sistema de válvulas e filtros impede que o mau cheiro da tubulação afete a área do mictório. O equipamento é todo de inox, o que evita degradação e depredação pelos usuários. De acordo com a Prefeitura, o novo mictório passará por três limpezas diárias, feitas pela Companhia de Limpeza Urbana do Rio (Comlurb).

Nesta primeira fase, apenas o banheiro masculino foi instalado. Segundo o secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Marcus Belchior, a escolha aconteceu após um levantamento da Prefeitura nas estatísticas de Carnaval. Neste ano, mais de 800 pessoas foram presas no Rio por urinarem na rua.

"Banheiros públicos são uma necessidade da cidade, e verificamos que nessa história os homens são mais mal educados. Implantar banheiros é fácil, difícil é operar os equipamentos. Este tem baixo custo de manutenção, e se a população participar, iremos mapear outros pontos da cidade para a instalação", afirmou Belchior.

Mais conteúdo sobre:
banheiro público Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.