Rio já tem 33 mil casos de dengue - 14 fatais

O Estado do Rio de Janeiro registra 33.671 casos de dengue, 577 hemorrágicos e 14 mortes provocadas pela doença em 2002. O balanço, divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde, confirma que essa epidemia é a segunda maior da história no Rio, perdendo apenas para a de 1991, quando foram registrados cerca de 54 mil casos nos primeiros dois meses do ano.A cidade do Rio continua liderando o ranking no Estado, com 10.264 casos até hoje, 232 do tipo hemorrágico e 11 mortes. As últimas três mortes confirmadas foram a de um morador de Ipanema (zona sul), que tinha 81 anos, e a de uma mulher de 87 anos que morava no Rocha (zona norte). Os dois tiveram a forma hemorrágica da dengue. A Secretaria Municipal da Saúde não forneceu informações sobre a 11ª morte confirmada hoje na cidade.Depois da cidade do Rio, a Baixada Fluminense concentra o maior número de vítimas. Duque de Caxias está em segundo lugar no Estado, com 3.649 casos, seguida por Nova Iguaçu, com 2.922 notificações. Cerca de 200 mata-mosquitos ocupam desde terça-feira o prédio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), na região central do Rio. Eles ficaram no prédio durante todo o dia hoje reivindicando a readmissão de 6 mil agentes, desligados em 1999. Mais de 30 policiais foram enviados ao local. Dois oficiais de Justiça foram ao prédio da Funasa cumprir o mandado de reintegração de posse, mas os agentes disseram que vão manter a ocupação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.