Rio lança projeto para reduzir violência na noite carioca

A Secretaria de Segurança do Rio está buscando o entendimento direto com empresários da noite para diminuir a violência entre os freqüentadores da noite carioca. O projeto Noite Legal visa a aproximação de donos de casas noturnas, policiais militares e civis, corpo de bombeiros, guarda municipal e até policiais federais para, juntos, buscarem formas de atuação conjunta visando a redução do número de ocorrências policiais nos eventos noturnos. A primeira reunião com este objetivo foi realizada nesta quarta-feira, 4, pelo subsecretário de Segurança, Márcio Derrenne, no lançamento do programa cuja coordenação está entregue a um jornalista, Raphael Marzano, por ser "um freqüentador da noite", como salientou Derrenne. "Acreditem no projeto, tragam as demandas, digam o que vocês precisam para que a noite do Rio de Janeiro cresça e volte a ser uma noite com segurança e tranqüilidade para os jovens e demais freqüentadores", apelou o subsecretário. Pelas explicações de Marzano, uma das principais metas é fazer com que as casas noturnas cariocas cumpram a legislação já existente.Como exemplo ele citou a necessidade de cofres para acautelamento de armas nas portarias das boites e restaurantes, a instalação de circuitos internos de TV e mesmo a contratação de seguranças legalizados, ou seja de firmas registradas e fiscalizadas pela Polícia Federal.

Agencia Estado,

04 Abril 2007 | 19h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.