Rio organiza parada natalina no dia 23 em Copacabana

Na antevéspera do Natal, dia 23 de dezembro, o Rio de Janeiro terá sua primeira parada natalina. Será em plena Praia de Copacabana. A "Parada Iluminada", que contará com elementos de escola de samba, tomará os três quilômetros que separam o Posto 6 da Avenida Princesa Isabel. É esperado um público de 200 mil pessoas.Um grupo de 350 artistas, entre bailarinos e atores, fará o trajeto. Eles irão se vestir de fadas, reis magos, soldadinhos de chumbo, entre outros personagens, e serão distribuídos em 14 alas. Farão coreografias entre seis carros alegóricos e bonecos gigantes.O espetáculo, que deverá entrar para o calendário oficial da cidade, terá três momentos marcantes: a cena do nascimento de Jesus, logo no início, a representação do universo de contos que têm como tema o Natal e, por fim, a chegada de Papai Noel.O público irá assistir à parada da Avenida Atlântica, da areia da praia e dos prédios da orla. A prefeitura, que realiza a festa em parceria com a Coca-Cola, estima que este será o mais grandioso show do gênero do planeta. "O Mickey terá de vir ao Rio para, humildemente, dizer que seu desfile, na Disney, é do grupo B", brincou o prefeito, Cesar Maia. "A gente quer que seja de longe a maior parada infantil do mundo. Vamos dar de muitos a zero na da Quinta Avenida (em Nova York) e na da Disney."Para tanto, foi convocado um time renomado: a coreografia é de Regina Miranda; a direção musical, de Guto Graça Melo; a iluminação, de Peter Gasper. "É quase uma ópera pop, que vai emocionar todo mundo. Não é só para as crianças, mas para toda a família", definiu a diretora geral, Lu Araújo. Os carros alegóricos estão sendo confeccionados num antigo barracão da Vila Isabel (campeã do carnaval 2006).Ex-colaborador do carnavalesco Joãosinho Trinta, André Paz, que assina a direção de arte e a cenografia, conta que os carros não serão tão altos quanto os que passam pela Marquês de Sapucaí - terão sete metros, quatro a menos do que a média dos carros do carnaval. A largura também será menor, já que a Avenida Atlântica é mais estreita e é necessária uma margem de segurança. Mas eles serão suficientemente grandes para serem admirados por quem for apreciar a apresentação, garante Paz.Os ensaios dos integrantes estão sendo feitos em diversos pontos do Rio. Moradores de seis comunidades carentes estão entre os bailarinos. O desfile será realizado das 20 às 22 horas. Um esquema especial de trânsito será montado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.