Rio receberá 10 Companhias Destacadas da PM

Mais de 600 agentes serão treinados para monitorar áreas no Estado onde os índices de criminalidade aumentaram

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

19 Dezembro 2013 | 12h45

RIO - Cidades da Baixada Fluminense, da região metropolitana e da capital do Rio, receberão, a partir de janeiro, dez Companhias Destacadas da Polícia Militar, cada uma com 60 agentes. O anúncio foi feito após reunião entre o secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame, com prefeitos de São João de Meriti e Belford Roxo, o secretário de Segurança de São Gonçalo e comandantes dos batalhões das áreas, na quarta-feira, 18.

As regiões foram escolhidas a partir de um mapeamento de áreas onde alguns índices de criminalidade aumentaram. As companhias vão combater ocorrências como roubo de veículos e crimes violentos como homicídio doloso, latrocínio, homicídio decorrente de intervenção policial e lesão corporal seguida de morte.

As Companhias Destacadas são vinculadas aos batalhões locais e ajudarão no monitoramento e acompanhamento de cada região. No total, 602 policiais que se formarão no início de 2014 trabalharão nas Companhias, que serão coordenadas por policiais mais antigos. Na região metropolitana serão três: duas em São Gonçalo (uma para atender moradores dos Morros da Coruja e Menino de Deus, e outra no bairro do Jóquei) e uma em Niterói, no bairro de Pendotiba.

Na Baixada Fluminense será instalada uma companhia em Duque de Caxias (próximo ao Complexo da Mangueirinha); uma em Belford Roxo (favela Gogó da Ema); outra em São João de Meriti (bairro Vila Ruth) e uma última em Nova Iguaçu (Cabuçu). Na capital, os bairros de Vila Kennedy, na zona oeste, e Pavuna, na zona norte, receberão uma companhia cada uma. A décima unidade será instalada na Praça Seca, em Jacarepaguá, na zona oeste, para atender as favelas Bateau Mouche e São José Operário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.