Rio recolhe moradores de rua para combater pequenos delitos

71 adultos e 21 crianças que dormiam nas ruas do centro e zona sul foram recolhidas para abrigos

O Estado de S. Paulo

18 Fevereiro 2014 | 20h32

RIO - A prefeitura do Rio iniciou nesta terça-feira, 18, uma operação, em conjunto com a Polícia Militar, que resultou no recolhimento para abrigos de 71 adultos e 21 crianças que dormiam nas ruas do centro e de bairros da zona sul. Outras 8 pessoas foram encaminhadas para a delegacia - de acordo com a secretaria municipal de governo, havia cinco facas com o grupo. O objetivo do projeto é "combater pequenos delitos na cidade".

Colchonetes e pertences dos moradores de rua foram retirados por garis e levados em um caminhão da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb). A operação não tem prazo para acabar e conta com uma equipe de 250 pessoas das secretarias de Governo, Desenvolvimento Social e Ordem Pública, além da Comlurb, Guarda Municipal e PM. Os trabalhos começaram às 8 horas.

Em Copacabana e no Leme, os agentes recolheram 43 adultos, 4 adolescentes e 1 criança. No centro, foram 19 adultos, 11 adolescentes e 1 idoso. Nos bairros do Catete, Flamengo, Largo do Machado e Botafogo, 8 adultos e 5 adolescentes foram levados para abrigos municipais. Outras 8 pessoas foram conduzidas para a delegacia por PMs. "Dessas, quatro já tinham passagens pela polícia", afirmou a secretaria.

"Com uma equipe multidisciplinar é possível dar uma solução mais rápida a problemas crônicos da cidade", disse o secretário de Governo, Rodrigo Bethlem, coordenador do projeto, em nota divulgada à imprensa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.