Divulgação /Defesa Civil do Rio de Janeiro
Divulgação /Defesa Civil do Rio de Janeiro

Rio registra 79 ocorrências com pancadas de chuva

Deslizamento atingiu quatro casas na zona oeste, sem feridos; uma pessoa morreu em São Gonçalo

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2022 | 11h39

 RIO - As pancadas de chuva que caíram sobre o Rio entre a noite de sexta-feira, 29, e a madrugada deste sábado, 30, deixaram pelo menos uma morte e provocaram 79 ocorrências apenas na capital, conforme balanço fechado às 13h40 pelo Centro de Operações da Prefeitura. A morte ocorreu em São Gonçalo, na região metropolitana. Houve alagamentos também no litoral sul no Estado, em Angra dos Reis e Paraty. Um deslizamento de terra atingiu quatro casas numa encosta da região da Praça Seca, em Jacarepaguá, zona oeste da capital. A Defesa Civil municipal do Rio acionou 38 sirenes em 24 favelas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, cinco pessoas foram resgatadas às margens de um rio em São Gonçalo, segunda maior cidade do Rio, em termos de população. Uma delas foi resgatada já sem vida. Citando a Prefeitura de São Gonçalo, a TV Globo informou que as vítimas estariam dentro de um carro que caiu no rio.

Na capital, a zona oeste foi a mais castigada pelas chuvas e concentrou as ocorrências. Ainda de manhã, o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), pediu cautela aos cariocas ao se deslocarem pela cidade e demonstrou alívio com o fato de o deslizamento na Praça Seca não ter deixado feridos. “Temos a possibilidade de, até a noite de hoje, termos chuvas localizadas”, afirmou o prefeito à GloboNews.

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que a cidade entrou em “estágio de atenção”, o terceiro mais grave numa escala de cinco, às 23h45 de sexta-feira, 29. Segundo o balanço de 13h40 deste sábado, 30, “núcleos de chuva sobre a Zona Norte e parte da Zona Oeste, em conjunto com nuvens baixas que atuam sobre todo o município, ocasionam chuva fraca a moderada em  diversos pontos da cidade”

“O tempo neste sábado (30/04) segue instável, por conta da passagem de uma frente fria no oceano, que manterá a entrada de umidade no município. O céu ficará nublado a encoberto e há previsão de chuva fraca a moderada, isolada, durante a tarde e noite. Os ventos estarão fracos a moderados (até 51,9 km/h) e as temperaturas apresentarão declínio em relação ao dia anterior, com máxima prevista de 25°C”, diz o comunicado do Centro de Operações da Prefeitura.

As 79 ocorrências incluem alagamentos, bolsões d’água, quedas de árvores e deslizamentos de terra. A Estrada Grajaú-Jacarepaguá, que liga a zona norte à zona oeste passando opor uma serra, foi fechada ainda de manhã - e assim permanecia no início da tarde. A interrupção do tráfego seguiu o protocolo, após a estação do Sistema Alerta Rio no local ultrapassar o limite de 192 mm de chuva acumulados em 12 horas.

Até 13h40, a estação localizada na Estrada Grajaú-Jacarepaguá acumulava 225,6 mm de chuva em 24 horas. Entre as ocorrências registrada pelo Centro de Operações, estão dois deslizamentos de terra na via.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.