Rio registra menor número de homicídios dolosos em 20 anos

Março teve 374 casos, uma redução de 24% comparado ao mesmo período em 2010, diz governo

Tiago Rogero, Estadão.com.br

16 de maio de 2011 | 17h00

RIO - O número de homicídios dolosos no Estado do Rio em março deste ano foi o menor desde 1991, quando teve início a série histórica do Instituto de Segurança Pública (ISP). Segundo o balanço divulgado nesta segunda-feira, foram 374 casos em 2011. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando foram registrados 492 homicídios dolosos, a redução foi de 24%.

 

Os casos de letalidade violenta, que é a soma do número de vítimas de homicídio, lesão corporal seguida de morte, latrocínio e auto de resistência, tiveram redução de 23,1%. Foram 457 vítimas em março deste ano e 594 no mesmo período de 2010.

 

O total de furtos, no entanto, teve um aumento de 11,3%, passando de 15.542, no ano passado, para 17.300, em 2011. Já os roubos de veículos tiveram redução de 24,3%, assim como roubos de aparelhos celulares, 25,7%, e roubos a transeuntes, com queda de 13,6%.

 

Ontem, durante a visita ao Complexo do Alemão, o governador Sérgio Cabral comemorou o fato de que nenhum policial morreu em serviço nos meses de janeiro, fevereiro e março. Os dados também fazem parte do boletim divulgado hoje.

Tudo o que sabemos sobre:
Rioviolênciahomicídios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.