Rio será dragado para busca de jovens de Vigário Geral

Por determinação do secretário de Segurança Pública, Marcelo Itagiba, as buscas pelos corpos dos oito rapazes de Vigário Geral no rio que margeia a Favela de Parada de Lucas serão realizadas pela polícia, a partir de hoje, "pelo tempo que for necessário". Serão empregadas escavadeiras da Serla (Fundação Superintendência Estadual de Rios e Lagoas) e haverá o apoio do Corpo de Bombeiros. O acesso das escavadeiras da Serla ao rio será feito pelo terreno da Força de Fuzileiros de Esquadra da Marinha, que fica na margem oposta à ocupada pela Favela de Parada de Lucas.Ontem, o resultado preliminar de análises feitas por peritos do Instituto Médico Legal em ossadas encontradas na Favela Parada de Lucas apontou que os ossos não eram humanos. Havia a possibilidade de ali terem sido enterrados os oito jovens seqüestrados em Vigário Geral em dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.