Rio sobe e atrasa volta de desabrigados no RS

O rio Ibirapuitã continuou subindo nesta sexta-feira e chegou a 10,40m acima de seu leito normal em Alegrete, na região da fronteira do Brasil com Uruguai e Argentina, frustrando a expectativa das 600 famílias desabrigadas que esperam o recuo das águas para iniciar o conserto de suas casas.Além de Alegrete, há cerca de 100 desabrigados em Rio Pardo e 300 em Farroupilha. No total, mais de 3,5 mil pessoas estão vivendo temporariamente em casas de parentes e abrigos municipais no Rio Grande do Sul.As conseqüências dos temporais desta quinta-feira ainda eram sentidas em diversas regiões do Estado ao longo desta sexta-feira. Em Santo Antônio da Patrulha, funcionários da prefeitura passaram o dia desobstruindo estradas vicinais.Ainda faltava energia elétrica em alguns locais isolados de Caxias do Sul, Farroupilha e Bento Gonçalves durante a tarde desta sexta. As previsões meteorológicas para o fim de semana indicam ausência de chuva e temperaturas baixas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.