Rio tem a madrugada mais violenta do carnaval

A madrugada de hoje foi a mais violenta deste carnaval no Rio de Janeiro. Cinco pessoas morreram, entre elas dois policiais e um menor, e 13 foram feridas a tiros. O cabo da Polícia Militar Maurício de Oliveira, de 23 anos, foi morto em uma troca de tiros com traficantes no conjunto habitacional Cruzada de São Sebastião, no Leblon, zona sul.Um homem não identificado fez vários disparos, durante em uma briga, e matou com três tiros o policial militar Marco Antônio Teixeira Gonçalves, de 35 anos que estava se divertindo na praça Boa Esperança, em Marechal Hermes. Segundo testemunhas, a confusão aconteceu porque alguém mexeu com a mulher do policial. No tumulto, nove pessoas ficaram feridas.Em Bonsucesso, o menor J. R. S., de 17 anos, foi morto a tiros por dois homens não identificados, que estavam em um carro vermelho, de acordo com testemunhas. As balas feriram também F. C. M., de 16 anos. Ambos participavam de um baile de carnaval.Na avenida Brasil, Inácio de Loyola Barros, de 22 anos, e José Roberto Rocha, de 33 anos, foram feridos em um tiroteio dentro de um ônibus que seguia para a Ilha do Governador, na zona norte. Ambos morreram no Hospital Geral de Bonsucesso. Outras três pessoas feridas na briga foram internadas no mesmo hospital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.