Rio tem assalto a ônibus, apesar do reforço na segurança

Um novo assalto a ônibus ocorreu no Rio de Janeiro, apesar do reforço na segurança das principais rodovias do Estado, que passaram a contar com o patrulhamento da Força Nacional de Segurança durante o sábado. Na madrugada deste domingo, quatro homens armados assaltaram um ônibus que seguia para o município de Manhumirim, em Minas Gerais. Eles ameaçaram atear fogo no veículo com uma garrafa de gasolina, segundo declararam os passageiros à polícia, na delegacia de Petrópolis.Os homens entraram como passageiros na Rodoviária Novo Rio e só anunciaram o assalto na rodovia Washington Luiz, em Duque de Caxias. Um quilômetro antes do posto da Polícia Rodoviária Federal, os homens desceram do ônibus e assaltaram os ocupantes de um carro Peugeot 206, deixados na estrada.Os policiais da delegacia de Petrópolis recuperaram o carro, que estava abandonado na altura do Parque São Vicente, mas os assaltantes não foram encontrados. As vítimas, sem ferimentos, prestaram depoimento e foram liberadas em seguida.No último dia 28 de dezembro, assaltantes também provocaram pânico nos passageiros de dois ônibus, um deles da empresa Itapemirim, que seguia de Campos, no Rio, para São Paulo. Eles incendiaram o ônibus e oito pessoas morreram queimadas.Força NacionalA Força Nacional de Segurança está patrulhando desde sábado a divisa do Rio de Janeiro com os Estados de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. A primeira operação começou por volta das 15h30 do sábado, no posto da Polícia Rodoviária Federal na rodovia Presidente Dutra, em Penedo, município de Itatiaia. Cerca de 40 soldados montaram uma barreira para revistar veículos suspeitos.A Dutra, que liga Rio de Janeiro e São Paulo, é considerada o principal corredor de passagem para drogas, armas e carros roubados.A Secretaria de Segurança Pública mapeou 42 pontos em todo o Estado, em 25 municípios, onde os policiais farão abordagem de veículos. Esse pontos foram escolhidos devido à alta incidência de crimes e apreensões.Além dos soldados da Força Nacional, 250 policiais militares participaram da operação. Na próxima terça-feira, mais 280 policiais rodoviários federais vindos de vários Estados se juntarão à operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.