Rio tem mais seis mortes causadas pela dengue

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro confirmou hoje mais seis mortes por dengue na cidade. Com essas novas notificações, sobe para 62 o total de mortes em decorrência da doença registradas desde o início do ano no Estado. Das seis novas confirmações, cinco ocorreram em fevereiro, mês recordista em casos da doença na cidade e no Estado. Apenas um óbito ocorreu no último dia 19. Foi a primeira morte registrada no mês de abril. A vítima foi uma mulher (identificada apenas com as iniciais A.P.L.), de 39 anos, que morava em Olaria, bairro da zona norte.No último balanço estadual, divulgado no dia 25 de abril, o Estado contabilizava 190 mil casos da doença, sendo 1.645 do tipo hemorrágico. Durante toda a epidemia, a cidade do Rio concentrou a maior parte dos casos. Dos 190 mil, 101 mil foram notificados na capital. O município também teve 37 das 62 mortes.Na semana passada, a secretaria divulgou nota alertando sobre os perigos da percepção de fim da epidemia. A secretaria afirma que há riscos de relaxamento no diagnóstico e tratamento de casos por causa da impressão de que já não há mais casos da doença. Mas, apesar da queda nas notificações, o Rio continua registrando casos de doentes por dengue. A nota pede que os profissionais de saúde e os pacientes fiquem atentos para os sintomas da doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.