Rio terá 2 mil soldados do Exército, anuncia Rosinha

A governadora do estado do Rio de Janeiro, Rosinha Matheus, e o ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, anunciaram que dois mil homens do Exército irão participar do combate à criminalidade no Rio, mais especificamente na busca de armas de uso exclusivo das Forças Armadas que estiverem nas mãos de traficantes. Não foi divulgado se os militares entrarão em favelas. Mas foi destacado o uso de carros do Exército nas ruas. "Ninguém vai ver tanque em rua. Não foi isso que nós pedimos", disse a governadora. O ministro negou que o governo federal esteja intervindo no Estado. "Tudo está sendo feito de comum acordo", disse. O anúncio foi feito depois de uma reunião de Rosinha; Rebelo; o ministro da Defesa José Viegas Filho; o ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos; o ministro do gabinete da Segurança Institucional, General Jorge Félix; o secretário Nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Corrêa, e militares, além desecretários estaduais. A data do início das operações do Exército não foi divulgada. Segundo Rosinha, ainda estão sendo acertados detalhes burocráticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.