Rio terá "hotel popular" com pernoite a R$ 1

Para tentar reduzir o número de pessoas que passam as noites nas ruas do Rio, o governo do Estado planeja um hotel popular, com diárias a R$ 1. A intenção é atender a população de baixa renda que passa a noite ao relento, principalmente no centro, por não ter dinheiro para pagar a passagem de volta para casa.Segundo levantamento do governo do RJ, a cidade tem entre 1.500 e 1.700 mendigos - esse número cai durante o inverno -, mas não há dados específicos sobre quantas pessoas ficam na rua sem dinheiro para o transporte.Pelos planos iniciais, os hóspedes do hotel receberiam um kit-pernoite, com itens para higiene pessoal - escova e pasta de dente, toalha, sabonete -, além de lençol e fronha limpos. Eles também teriam um armário com chave para guardar seus pertences durante o dia.O albergue não abriria nos fins de semana, pois os moradores de rua "temporários" costumam voltar para suas casas na noite de sexta-feira. O estabelecimento também não terá todos os serviços de um hotel ou pensão. Alimentação, por exemplo, não faz parte dos planos do governo do Estado.A idéia é instalar o albergue no centro da cidade, mas ainda não foi escolhido o prédio - uma das alternativas seria reformar um dos sobrados abandonados na região da Lapa.O hotel segue os moldes do Restaurante Betinho, bandejão na Central do Brasil que serve 3 mil refeições diárias, a R$ 1 cada. Inaugurado em novembro do ano passado, o restaurante já serviu 394.805 refeições a pagantes - 13.204 crianças com menos de seis anos ficaram isentas do pagamento. O governo subsidia em R$ 1,85 de cada prato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.