Rio terá quatro feriados na Jornada Mundial da Juventude

Dois serão integrais (25 e 26 de julho) e dois serão parciais (23 e 29 de julho)

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

07 de junho de 2013 | 11h16

RIO - A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro aprovou, em última discussão, nessa quinta-feira, 6, proposta enviada pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB) de decretar dois feriados integrais e dois parciais na cidade durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que ocorrerá de 23 a 28 de julho.

De acordo com o projeto, nos dias 25 e 26 de julho (quinta e sexta-feira), os feriados serão integrais. No dia 25, haverá a cerimônia de acolhida do papa Francisco na Praia de Copacabana, zona sul. E, no dia seguinte, será realizada a via sacra, também na orla de Copacabana. Os dois eventos terão a presença do pontífice.

No dia 23 (terça-feira), o feriado será apenas a partir das 16h, para facilitar o deslocamento dos peregrinos até a Praia de Copacabana, onde será rezada a missa de abertura da Jornada pelo arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta. O papa não comparecerá à celebração.

Já no dia 29, segunda-feira, o feriado será decretado até meio-dia. O objetivo é facilitar a dispersão dos peregrinos que vão ao Campus Fidei (Campo da Fé) em Guaratiba, zona oeste, onde no dia anterior (28, domingo) ocorrerá a missa de encerramento da Jornada, que terá a presença do papa. Os organizadores estimam que a vigília (no dia 27, sábado) e a missa de encerramento vão atrair 1,5 milhão de fiéis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.