Riotur descredencia Liga do Grupo de Acesso do carnaval por 'desrespeito'

Lesga não rebaixou escolas para o Grupo B e dois jurados não deram notas em dois quesitos

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

23 Fevereiro 2012 | 18h08

RIO - A Riotur decidiu descredenciar a Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso (Lesga) como representante das onze agremiações que a compunham e organizadora de seus desfiles. Isso "devido ao desrespeito a cláusulas contratuais observadas na apuração do resultado do Desfile das Escolas de Samba do Grupo de Acesso A".

A Lesga decidiu não rebaixar qualquer escola para o grupo B, alegando que faltara verba e condições de trabalhos nos barracões. A leitura das notas, quarta-feira, após a apuração do Grupo Especial, foi confusa: dois jurados deixaram de dar notas em dois quesitos.

A Riotur reunirá as escolas para discutir o carnaval 2013. O Ministério Público já estava alerta antes do carnaval, uma vez que corre inquérito na 6ª Delegacia Policial sobre irregularidades no ano passado.

 

A vitória da Inocentes de Belford Roxo, cujo presidente, Reginaldo Gomes, também preside a Lesga, já era dada como certa havia meses, o que levantou novas suspeitas. Gomes não foi encontrado para dar entrevista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.