Roberto Cabrini é preso na zona sul de SP

O jornalista Roberto Cabrini foi preso em flagrante na tarde de ontem com 15 papelotes de cocaína. Os policiais do 100º Distrito Policial (Jardim Herculano) decidiram autuá-lo em flagrante sob a acusação de tráfico de drogas. O jornalista deve ficar preso até que seu caso seja analisado pela Justiça, que decidirá se vai manter o flagrante por tráfico ou se desclassificará o crime para porte de entorpecente.A prisão do jornalista ocorreu durante uma operação policial contra traficantes na zona sul de São Paulo. Os investigadores vigiavam um ponto de venda de drogas quando presenciaram a chegada do jornalista. Pouco depois, ele foi abordado. Com ele, os policiais encontraram 15 papelotes, 4 dos quais vazios. Cada papelote teria cerca de 1 grama da droga. Os policiais do 100º DP apreenderam ainda um pen drive que continha arquivo com imagens do jornalista relacionadas ao caso.Um diretor da Rede Record, onde o jornalista trabalha, e dois advogados chegaram ao distrito no meio da noite de ontem, mas não quiseram dar entrevistas sobre o caso.A Assessoria de Imprensa da Record confirmou que os advogados da emissora foram ao local. Ela afirma que Cabrini fazia uma reportagem investigativa sobre tráfico de drogas.Além do jornalista, a equipe que estava com ele foi presa. Conhecido jornalista de televisão, Cabrini já foi correspondente internacional da TV Globo em Londres e em Nova York. Após passagem pelo SBT e pela Bandeirantes, ele foi contratado pela Record neste ano, onde é repórter especial do programa Domingo Espetacular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.