Robô submarino buscará destroços do voo AF 447

Veículo que pode descer a 6,4 mil metros de profundidade procurará destroços de Airbus

BBC

21 Abril 2011 | 10h54

 

Um robô que será usado na nova fase de buscas pelos destroços do avião da Air France acidentado em 2009 poderá descer a 6,4 mil metros de profundidade. Segundo explicou à BBC um especialista da empresa americana que fabrica o modelo, o veículo submarino é uma versão melhorada do usado anteriormente, que podia descer 6 mil metros abaixo da superfície.

Segundo o especialista Tim Weller, da Phoenix International, o equipamento tem câmeras digitais para filmagem e faróis para iluminar uma distância de quase 15 metros. Uma vez que os destroços são encontrados, o veículo engancha correntes nos restos e amarra cabos para levantar o material para a superfície.

As novas buscas serão retomadas quase dois anos após o acidente com o Airbus que caiu em 31 de maio de 2009 na costa brasileira, matando 228 passageiros.

Mais pedaços do avião que podem ajudar os investigadores a elucidar a sequência fatal de acontecimentos foram encontrados neste mês. Mas as peças cruciais, os registradores de voo ou caixas pretas, ainda não foram recuperadas, e especialistas dizem que não há garantias de que possam ser lidas caso sejam encontradas após tanto tempo no mar.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
França vôo Air France 447 acidente Airbus

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.