Rocinha tranqüila. Mas ainda com medo de Dudu

Depois do tiroteio durante o feriado, o dia hoje foi de tranqüilidade na Rocinha. Mas os moradores ainda temem uma nova invasão do bando do traficante Eduíno Eustáquio de Araújo Filho, o Dudu, e a Polícia Militar permanece ocupando as principais vias. O subsecretário de Segurança Pública, Marcelo Itagiba, negou que o efetivo de 1.200 homens tenha diminuído.Segundo o comandante do batalhão que cuida da Rocinha, major Carlos Aquino, a operação não tem data para terminar. No entanto, todas as expectativas ainda estão voltadas para a caça a Dudu, desencadeada pela Polícia Civil. O disque-denúncia tem batido recordes de ligações com informações sobre o bandido. De acordo com os coordenadores, foram mais de 800 desde a Sexta-Feira Santa. Somente hoje, até o fim da tarde, haviam sido registradas 68 chamadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.