Rodízio começa em 203 bairros de municípios da Grande SP

Os moradores do Grupo 1, formado por 203 bairros dos municípios de Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Vargem Grande Paulista e Itapecerica da Serra, ficarão sem água a partir das 6 horas desta quarta-feira. Os do Grupo 2, onde estão outros 203 bairros, terão as torneiras secas após as 18 horas de quinta-feira. Cada grupo ficará 36 horas sem água e 36 horas com abastecimento normal. O objetivo é reduzir a produção do Sistema Alto Cotia de 1.100 litros por segundo para 500 e elevar os níveis de reserva do manancial.Para não prejudicar o turismo no centro histórico do Embu, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin(PSDB) determinou que o fornecimento seja mantido aos sábados e domingos, das 8 às 18 horas. No local, se reúnem artistas plásticos, pintores e artesãos. Nesta terça-feira, o reservatório perdeu mais 0,5 ponto porcentual e seu volume chegou a 5,3% de sua capacidade - o mais baixo desde 1917, quando o Ribeirão Cotia foi represado para abastecer moradores da Avenida Paulista e de Higienópolis. Os moradores das regiões mais altas e distantes dos reservatórios do Alto Cotia terão de esperar de quatro a seis horas mais para receber a água.O rodízio deve durar, no mínimo, um mês. Bairros, datas e horários de racionamento, além de dicas de economia de água, podem ser obtidos no site da Sabesp (www.sabesp.com.br). Outra alternativa é o telefone 195, que funciona gratuitamente 24 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.