Rodoanel é obra viária mais barata, diz Alckmin

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que o Rodoanel de São Paulo é a obra rodoviária mais barata do País. "O Rodoanel custará R$ 11 milhões o quilômetro, enquanto a Bandeirantes custou R$ 16 milhões; Ayrton Senna, R$ 22 milhões; e a Carvalho Pinto, custou R$ 31 milhões, o quilômetro", comparou o governador. "Sem dúvida o Rodoanel é a obra mais econômica já realizada", garantiu.Alckmin afirmou que a obra do Rodoanel foi licitada em R$ 600 milhões pela empresa de Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa). Quando a obra for entregue, em 2002, mesmo com os aditivos de 70%, o investimento total para a sua execução chegará a R$ 575 milhões. "Quem está questionando o valor é a oposição, que não entrou com nenhum centavo e só faz críticas", completou o governador, que esteve no início da tarde em Holambra, onde acontece a Exploflora 2001, maior exposição de flores da América Latina.O evento termina neste domingo. "A exposição encheu os meus olhos, garantiu milhares de empregos diretos e indiretos, além das flores representarem divisas para o País, já que 30% da produção é exportada", completou.Os organizadores investiram R$ 2 milhões para promover a festa, que deve atrair, durante os 30 dias da sua realização, 210 mil pessoas, o que significa um crescimento de 20% em relação ao ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.