Rodoanel: governo abre propostas para trecho sul

A Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa), ligada à Secretaria Estadual de Transportes, abre hoje as propostas das empresas que participam da concorrência para a elaboração do projeto de engenharia do trecho sul do Rodoanel de São Paulo. A empresa ou consórcio escolhido fará o acompanhamento técnico das obras e a execução de serviços de apoio. Segundo a assessoria da secretaria, 53 companhias se mostraram interessadas em participar do projeto, mas nem todas deverão apresentar propostas.A Secretaria estadual de Meio Ambiente marcou para este mês audiências públicas para realizar um plano de trabalho para elaborar o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (Eia-Rima) dos trechos sul, norte e leste do Rodoanel. O trecho sul da obra, com 52 quilômetros, ligará a avenida Papa João 23, no município de Mauá, à Rodovia Régis Bittencourt, onde se conecta ao trecho oeste do Rodoanel. O trecho sul vai cruzar as rodovias Anchieta (SP-150) e Imigrantes (SP-160), que levam ao Porto de Santos. Segundo o cronograma oficial, as obras começariam no segundo semestre deste ano, com prazo para terminar em 2003. As obras do lado oeste, com 32 quilômetros, estão em andamento, ao custo de R$ 876 milhões, com término oficialmente previsto para este ano. Esse trecho do anel viário interligará as rodovias Régis Bittencourt, Raposo Tavares, Castelo Branco, Anhangüera e Bandeirantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.