Rodovia Rio-Santos é liberada

Queda de barreira havia bloqueado os dois sentidos da via nesta madrugada

O Estado de S. Paulo - Texto atualizado às 9h50,

19 Março 2013 | 07h41

SÃO PAULO - A Rodovia Rio-Santos começou a ser liberada, parcialmente, às 9h40 desta terça-feira, 19, em uma operação da Polícia Rodoviária Estadual e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A via havia sido interditada às 3h devido à queda de uma barreira, provocada pela chuva, na altura do km 158, na cidade de São Sebastião, litoral norte de São Paulo

Carros da Polícia Rodoviária Estadual e do DER acompanharão um comboio de 15 carros aproximadamente, passando apenas por um sentido da pista de cada vez. O fluxo seguirá dessa forma até o DER compreender que a situação não envolva mais risco.

A via já havia sido bloqueada no domingo, 17, devido à queda de 12 barreiras e nove pontes, principalmente no trecho entre Boiçucanga e Maresias — consequência da forte chuva que caiu durante todo o fim de semana no litoral paulista.

Outra rodovia que chegou a ser interditada devido às chuvas do fim de semana, a Mogi-Bertioga, está com trânsito normalizado desde a noite desta segunda-feira.

São Sebastião está em estado de calamidade pública desde a noite do domingo. O número de desabrigados já passa de mil. As famílias estão divididas entre casas de amigos e parentes, uma escola em Maresias e um ginásio em Boiçucanga, como locais de alojamento temporário. Na segunda, o governo do Estado liberou R$ 1,5 milhão para obras.

O governador Geraldo Alckmin disse que a Prefeitura de São Sebastião ofereceu à Companhia de Desenvolvimento e de Habitação e Urbano (CDHU) um terreno para a construção de 300 moradias para famílias que vivem em áreas de risco.

Mais conteúdo sobre:
Rio-Santos chuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.