Rodoviários de Salvador aprovam greve para próxima quarta

Categoria quer 12,64% de aumento salarial e resposta do sindicato, que não levou resposta aos trabalhadores

Tiago Décimo, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2008 | 21h16

Depois de duas assembléias, uma pela manhã e uma à tarde, os integrantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário da Bahia aprovaram, nesta quarta-feira, 21, o indicativo de greve da categoria em Salvador. A paralisação, por tempo indeterminado, está marcada para ter início à meia-noite da próxima quarta-feira, 28.  Após a decisão, os rodoviários saíram em passeata pelo centro da cidade e seguiram no sentido do Iguatemi, principal bairro comercial da capital baiana, causando diversos transtornos ao trânsito das 16h30 até o início da noite. Eles cobraram do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps) uma resposta para as reivindicações dos trabalhadores. Eles pedem aumento de 12,64% nos salários e alegam não ter recebido nenhuma contraproposta da associação patronal.  Segundo o assessor de Relações Sindicais e Trabalhistas da Setps, Jorge Castro, as empresas não têm condição de oferecer nenhum reajuste. "Para que conseguíssemos cobrir nossos custos, segundo um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas no ano passado, a tarifa deveria ser de R$ 2,21 - e cobramos R$ 2", disse. "Além disso, o óleo diesel acaba de sofrer reajuste e o preço do aço subiu 14%. Não temos como reajustar os salários, que já respondem por 49% dos nossos custos."

Tudo o que sabemos sobre:
greveônibusSalvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.