Rodoviários suspendem greve em Brasília

As empresas de ônibus sinalizam com a possibilidade de um acordo, em reunião que acontece nesta tarde

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

15 de junho de 2010 | 01h31

Os usuários de ônibus em Brasília terão nesta terça-feira, 15, um dia mais tranquilo em relação a ontem, quando ocorreu um protesto dos rodoviários em toda a capital federal. Na assembleia realizada durante a noite de segunda-feira, 14, o Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal (DF) decidiu dar uma trégua na greve.

 

A categoria reivindica reajuste salarial de 20%, aumento igual no tíquete cesta básica, além de plano de saúde, licença maternidade de seis meses, fim da obrigatoriedade da jornada extra e a renovação da frota de ônibus com motor traseiro, a categoria.

 

Após reunião no domingo, 13, a categoria decidiu iniciar o protesto na manhã de segunda-feira operando os coletivos com catraca livre, em vez de retirá-los da ruas. Houve receio da aplicação de uma multa diária R$ 100 mil - imposta pela justiça - caso não circulassem pelo menos 60% dos coletivos durante a paralisação.

 

O presidente do sindicato, João Ozório, garantiu que não haverá catraca livre ou qualquer paralisação na terça-feira. A decisão se deve ao prejuízo causado à população e a uma sinalização de avanço nas negociações. O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do DF convocou uma reunião para as 16 horas desta terça-feira.

 

Protesto

 

No início da noite de segunda-feira, 14, houve um protesto de passageiros que estavam na Rodoviária do Plano Piloto. Irritados com a demora dos ônibus, os usuários fizeram uma barricada de lixo e papelões incendiados para bloquear o Eixo Monumental. Foram 30 minutos de bloqueio.

Tudo o que sabemos sobre:
rodoviáriosgreveônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.